10.5 C
Brasília
12/08/2022
InícioNotíciasBrasilFernando Collor será o próximo governador de Alagoas pela sua história política...

Fernando Collor será o próximo governador de Alagoas pela sua história política no estado e com o apoio do Presidente Jair Bolsonaro

“Minha pré-candidatura nasceu com apoio de Jair Bolsonaro, que é o presidente do Auxílio Brasil, do auxílio pandemia, do Vale Gás, do programa Casa Verde e Amarela, da transposição do Rio São Francisco, do apoio ao agro e da agricultura familiar”, afirmou Collor.

Por Marcos Lima

O atual senador Fernando Collor de Melo traz no seu currículo o histórico de mais de 40 anos de vida pública desde que, em 1978, se elegeu o 57.º prefeito de Maceió

No dia 14 de junho passado, o ex-presidente da República Fernando Collor (PTB) anunciou sua pré-candidatura ao governo de Alagoas, tendo na bagagem mais de 40 anos de vida pública e o apoio do presidente Jair Bolsonaro.

“Minha pré-candidatura nasceu com apoio de Jair Bolsonaro, que é o presidente do Auxílio Brasil, do auxílio pandemia, do Vale Gás, do programa Casa Verde e Amarela, da transposição do Rio São Francisco, do apoio ao agro e da agricultura familiar”, afirmou Collor.

Na campanha para chegar ao palácio do governo alagoano, Collor vem declarando apoio a pautas defendidas por Bolsonaro, como “o respeito a Deus, à pátria, à família, às cores da bandeira e à liberdade”.

Fernando Collor foi o 57.º prefeito de Maceió (de 1º/01/1979 a 1º/01/1983), deputado federal por Alagoas (de 1º/02/1983 a 15/07/1986) e o 1º governador de Alagoas pós-redemocratização (entre 1987 e 1989).

Fernando Affonso Collor de Mello, desde a sua posse no Palácio dos Martírios, em 15 de março de 1987, foi apresentado nacionalmente pela mídia como “Caçador de Marajás”, apelido que recebera da imprensa por ter adotado medidas contrárias aos interesses de funcionários alagoanos de altos salários.E foi com esta denominação que, em 1989 ele se elegeu o 32.º Presidente do Brasil, tendo assumido a presidência em 15 de março de 1990, tendo renunciado ao cargo em 1992, após ser alvo de um processo de Impeachment.

Após quase 22 anos, o ex-presidente da República Fernando Collor de Mello foi absolvido no dia 24/04/2014 pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A ação penal 465 discutia a autoria e materialidade relativas aos supostos crimes de falsidade ideológica, peculato e corrupção passiva, que teriam sido cometidos por Collor quando era presidente, em 1992. No julgamento, todos os ministros concordaram que a denúncia do MP estava mal formulada e que não havia prova suficiente para condenar o ex-presidente por nenhum dos três crimes.

Quando isto ocorreu, Collor já tinha voltado à vida pública, tendo sido eleito senador por Alagoas em 2006, assumindo o cargo no período de 1º de fevereiro de 2007 a 3 de abril de 2019 e de 1º de agosto de 2019 à atualidade, com permanência no cargo, portanto, a 15 anos.

O ex-presidente e atual senador Fernando Collor publicou trinta livros, entre ensaios e coletâneas de seus discursos, desde 1981, com O Desafio de Maceió, Sergasa/1981 tendo o último sido lançado em 2012: A origem da Rio+20, SEEP/2012.

De acordo com os Estudos Técnicos realizados pela equipe da Revista Total, na semana de 18 a 23 de julho recém-findo, quando estiveram com Marcelo Mesquita nesse período que culminou com a entrega do Troféu Leão do Norte Brasil ao empresário Luciano Hang, no sábado, 23/07, Fernando Affonso Collor de Melo será novamente governador de Alagoas, com uma retumbante votação.

Fonte: Blog Total – A Revista dos Municípios

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -