19.5 C
Brasília
01/08/2021
InícioNotíciasBrasilGoverno Federal e instituições debatem importância da agricultura irrigada na produção sustentável...

Governo Federal e instituições debatem importância da agricultura irrigada na produção sustentável de alimentos

O presidente da CNA, João Martins, destacou a competência do Brasil na produção e conservação dos alimentos, mas também apontou a ampla capacidade para evoluir em relação à produção de alimentos de forma sustentável, sobretudo com o aumento de área irrigada.

Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, participou, nesta terça-feira, do evento on-line Irrigar é alimentar

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) promoveram, nesta terça-feira (15), o seminário on-line “Irrigar é alimentar”. Durante o evento, autoridades debateram a importância da agricultura irrigada na produção sustentável de alimentos e propuseram a instituição da data de 15 de junho como Dia Nacional da Agricultura Irrigada.

Presente ao debate, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, destacou o Programa Águas Brasileiras, que tem como objetivo revitalizar as principais bacias hidrográficas do País. “Esta é uma iniciativa de grande importância para a preservação de nascentes e desassoreamento dos rios, como também para a produção de água”, afirmou.

Marinho citou também o Projeto de Integração do Rio São Francisco, maior empreendimento hídrico do Brasil, com 477 quilômetros de extensão. Quando todas a estruturas e sistemas complementares nos estados estiverem em operação, cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas em 390 municípios de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, destacou que a ampliação das terras irrigadas no Brasil precisa ser vista como uma ferramenta estratégica para o aumento de produtividade. “Não me parece razoável que, em um país continental como o nosso e que detém 12% das reservas mundiais de água doce, apenas 3% da produção agrícola seja irrigada, enquanto a média mundial é superior a 20%. Precisamos desenvolver uma estratégia para explorar melhor esses recursos”, afirmou.

O presidente da CNA, João Martins, destacou a competência do Brasil na produção e conservação dos alimentos, mas também apontou a ampla capacidade para evoluir em relação à produção de alimentos de forma sustentável, sobretudo com o aumento de área irrigada.

“A irrigação é o investimento em tecnologia e gestão da água que tem o maior potencial de intensificação do uso dos recursos disponíveis sem avançar sobre novas áreas”, apontou Martins. “O setor de irrigação é altamente desenvolvido no Brasil, as melhores técnicas do mundo já são utilizadas pelos nossos produtores. As principais empresas do setor atuam no País. Temos todas as tecnologias adaptadas à realidade brasileira e os produtores já perceberam o potencial produtivo disso”, completou.

Rede Nacional de Irrigantes

Durante o encontro, as autoridades instituíram a Rede Nacional de Irrigantes (RNAI). O Brasil tem a nona maior área irrigada do mundo, com 8,2 milhões de hectares – cerca de 3% da área plantada e, a partir deste programa, irá reunir os irrigantes do Brasil para discutir o tema de forma estratégica.

Além disso, o objetivo é apresentar a agricultura irrigada como um vetor para o desenvolvimento, com contribuições para segurança alimentar, econômica e ambiental do Brasil.

A coordenadora-geral de Agricultura Irrigada do MDR, Pryscilla Bezerra, destaca a evolução da Política Nacional de Irrigação. “O Ministério do Desenvolvimento Regional é o responsável pela condução da Política Nacional de Irrigação e, nos últimos três, anos reestruturou a forma de conduzir a Política. Além do trabalho junto aos Projetos Públicos de Irrigação, foi possível estabelecer uma estratégia de apoio ao setor privado, por meio dos Polos de Agricultura Irrigada”, ressalta.

Atualmente, são seis Polos de Irrigação instituídos pelo MDR, sendo dois no Rio Grande do Sul, dois em Goiás, um em Mato Grosso e um na Bahia, abrangendo mais de 800 mil hectares irrigados.

O evento em celebração ao Dia da Agricultura Irrigada também contou com a participação do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado federal Sérgio Souza, e do ex-ministro da Agricultura Alysson Paolinelli, indicado ao Prêmio Nobel da Paz.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social / (61) 2034 5498 / 2034 5399 / [email protected] / https://gov.br/mdr

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -