23.1 C
Brasília
20/06/2024
InícioNotíciasBrasilParlamentares do PSL lideram com folga interação nas redes, diz estudo

Parlamentares do PSL lideram com folga interação nas redes, diz estudo

Os parlamentares do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, concentram 42,6% das interações nas redes sociais dos congressistas em fevereiro e março, segundo o mais recente estudo FSBinfluênciaCongresso. Lideram o ranking Joice Hasselmann (PSL/SP) e Eduardo Bolsonaro (PSL/RJ).

A pesquisa mediu o engajamento (volume total de interações registrados nos perfis dos parlamentares do Facebook, Twitter e Instagram) e registrou que o PSL supera com folga as demais siglas. O segundo e o terceiro colocado, por exemplo, são PSOL (9,9%) e PT (9,7%).

Para medir o engajamento, a pesquisa contabilizou curtidas, comentários e compartilhamentos nas três redes. No período, foram 203,8 milhões de integrações nas páginas dos parlamentares analisados.

Assim como o presidente Bolsonaro, o PSL tem um grande número de deputados que têm forte presença digital e que usam frequentemente as redes sociais.

Nessa linha, os parlamentares mais influentes nas redes são do PSL ou alinhados ao presidente da República.

Joice Hasselmann, deputada do PSL que é líder do governo no Congresso, foi a congressista mais influente nas redes sociais, de acordo com a sondagem da FSB; seguida pelo colega de partido Eduardo Bolsonaro, filho do presidente da República.

O terceiro colocado, Sargento Fahur (PSD-PR), embora não seja do partido de Bolsonaro, é um forte defensor do mandatário. Mesmo os postos subsequentes são ocupados por parlamentares ligados a Bolsonaro ou a movimentos de direita.

O quarto mais influente é Kim Kataguiri (DEM/SP), fundador do MBL (Movimento Brasil Livre), seguido por Marco Feliciano (Pode/SP), Carla Zambelli (PSL/SP) e pelo senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ).

Oposição mal colocada

A oposicionista mais bem colocada na lista é Jandira Feghali (PC do B-RJ), que aparece na nona colocação. Depois dela, surge a deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR).

O alcance dos conteúdos e o engajamento dos usuários não estão relacionados com o número de publicações realizadas, indica o estudo. No total, foram os parlamentares do PT os que mais postaram nas redes sociais no período abarcado pela pesquisa (142,3 mil conteúdos). Depois deles, as legendas que mais conteúdos difundiram foram PSL e Podemos.

O instituto que realizou o estudo pertence à FSB Comunicação, agência que tem contratos com órgãos públicos, entre eles o governo federal.

A pesquisa mostra que os parlamentares têm forte presença digital. Na atual legislatura, todos os 513 deputados e 81 senadores possuem conta em ao menos uma das três redes sociais analisadas. A principal delas é o Facebook, universo em que todos os deputados e senadores estão presentes.

Para elaborar o ranking de parlamentares mais influentes, a FSbinfluênciaCongresso levou em consideração critérios como o número de seguidores e de publicações, assim como o alcance dos conteúdos e sua interação com os usuários.

Fonte: Diário do Poder / Folhapress

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -