17.5 C
Brasília
20/06/2024
InícioNotíciasBrasilPartido PODEMOS aciona STF para garantir Coaf no Ministério da Justiça

Partido PODEMOS aciona STF para garantir Coaf no Ministério da Justiça

O Podemos anunciou que ingressará com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal para garantir que o Coaf fique com o Ministério da Justiça. Com base no artigo 84 da Constituição Federal, o partido entende que essa reestruturação pode ser feita pelo Presidente da República sem necessidade de a matéria ser deliberada pelo Congresso Nacional.

Pré-minuta: “Em 24.5.2019, o Projeto De Lei De Conversão nº 10, de 2019 (Proveniente da Medida Provisória n° 870, de 2019) foi enviado ao Senado para aprovação. O referido ato, com a devida vênia, é inconstitucional especificamente, apenas no tocante à emenda que busca retirar o COAF do Ministério da Justiça ocorrida no seio da comissão mista do Congresso Nacional e aprovada pela Câmara dos Deputados em 22.5.2019, pois viola o processo legislativo, por vício de iniciativa de tramitação, considerando que o deslocamento do COAF para o Ministério da Justiça já foi realizado e produz efeitos válidos e previstos no art. 84, inciso VI, “a”, da Constituição da República”.

Na ação, o Podemos defende ainda que a votação “ofende a separação entre os poderes da República.”

“Patente inconstitucionalidade na medida em que ignorada e ofende a separação e a harmonia entre os poderes, consubstanciada em princípio explícito e instrumentalizada em regras constitucionais”.

Para a presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu (SP), a defesa constitucional corresponde também a um anseio da população pelo rigor no combate à corrupção e à lavagem de dinheiro. “Existe uma razão estratégica de gestão para que o Coaf tenha sido deslocado para a pasta do ministro Sergio Moro. E este motivo não é a criação de cargos, mas a luta por um país livre da corrupção”.

Fonte: Ascom do Partido PODEMOS

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -