10.5 C
Brasília
25/07/2024
InícioNotíciasDestaquesEmirados Árabes Unidos conquistam Prêmio de Parcerias para Pequenos Estados Insulares em...

Emirados Árabes Unidos conquistam Prêmio de Parcerias para Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento 2024

Na categoria Social, o vencedor foi "Transcultura: Integrando Cuba, o Caribe e a União Europeia por meio da cultura e da criatividade", indicado pela UNESCO.

Os Emirados Árabes Unidos ressaltaram seu compromisso com o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável ao garantir uma importante premiação no Prêmio de Parcerias para Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento (SIDS, na sigla em inglês) 2024. O reconhecimento é dado a entidades que fizeram contribuições significativas para o desenvolvimento sustentável dos SIDS por meio de parcerias inovadoras e impactantes. O país recebeu o primeiro lugar na categoria econômica pelo Fundo de Parceria do Pacífico dos Emirados e pelo Fundo de Energia Renovável do Caribe dos Emirados Árabes Unidos.

As duas iniciativas de sustentabilidade nomeadas na Categoria Econômica pela apresentação do Fundo Abu Dhabi para o Desenvolvimento (ADFD), que forneceu financiamento para ambos os projetos representam a parceria estratégica estabelecida entre o Ministério das Relações Exteriores dos Emirados (MoFA), o ADFD e a Companhia de Energia do Futuro de Abu Dhabi (Masdar).

Ambas as medidas visam acelerar a transição para a energia renovável, reduzir a dependência de combustíveis fósseis, aumentar a segurança energética e mitigar os impactos das mudanças climáticas nas regiões do Caribe e do Pacífico. Nesse sentido, o Fundo mobilizou US$ 100 milhões e estabeleceu um modelo de cooperação que envolve três entidades dos EAU, uma universidade e 26 governos dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento. Além da colaboração dedicada ao desenvolvimento de projetos de energia solar, eólica, entre outros renováveis, melhorando o acesso à energia e promovendo o desenvolvimento econômico nos SIDS. Os projetos apoiados por esses fundos também estimulam as economias locais, fomentam a inovação, criam empregos, capacitam as mulheres e aumentam a resistência climática.

O xeique Abdullah bin Zayed Al Nahyan, ministro das Relações Exteriores, vice-presidente do Conselho de Administração do Fundo de Abu Dhabi para o Desenvolvimento e presidente do Comitê Executivo do Fundo, expressou seu sincero agradecimento ao presidente dos Emirados, xeique Mohamed bin Zayed Al Nahyan, pelos seus esforços empreendidos no campo da sustentabilidade, que se estenderam a muitos países, incluindo os da região do Caribe e do Pacífico.

O ministro elogiou o xeique Mansour bin Zayed Al Nahyan, vice-presidente, vice-primeiro-ministro, presidente da Corte Presidencial e presidente do Conselho de Administração do Fundo de Abu Dhabi para o Desenvolvimento, e seu empenho em projetos para desenvolver energia solar e eólica e outras fontes renováveis em Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento, incluindo muitos no Caribe.

O xeique Abdullah enfatizou que o prêmio reflete o firme compromisso dos Emirados Árabes Unidos e suas iniciativas pioneiras para apoiar o desenvolvimento sustentável e a preservação ambiental nos níveis regional e global. E ressalta as contribuições do país para enfrentar os desafios ambientais com a implementação de projetos proeminentes nesses pequenos Estados insulares.

Omar Shehadeh, enviado do ministro das Relações Exteriores dos Emirados, disse: “Os Emirados Árabes Unidos têm o prazer de receber esse prestigioso reconhecimento no Prêmio de Parcerias dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento de 2024. Ele reflete nosso compromisso de promover o desenvolvimento sustentável e a gestão ambiental. O primeiro lugar na categoria econômica para o Fundo de Parceria do Pacífico dos Emirados e o Fundo de Energia Renovável do Caribe dos EAU destaca nossa dedicação a colaboração inovadoras que promovem mudanças positivas.”

O enviado acrescentou que as iniciativas, financiadas pelo Fundo Abu Dhabi para o Desenvolvimento, representam um passo significativo para acelerar a transição para a energia renovável, reduzir a dependência de combustíveis fósseis e reforçar a segurança energética nas regiões do Caribe e do Pacífico, uma área muito valorizada em suas relações de colaboração. “Ao mobilizarmos US$ 100 milhões e promovermos um modelo cooperativo exclusivo, conseguimos trabalhar com todos os nossos parceiros para dar vida a esses projetos transformadores. Estamos orgulhosos do impacto positivo que essas iniciativas estão causando e continuamos comprometidos com nosso papel na promoção do desenvolvimento sustentável em todo o mundo”, observou.

Este prêmio é uma prova da visão e da liderança dos EAU em sustentabilidade que foi recentemente ressaltada pela decisão do presidente, xeique Mohamed bin Zayed Al Nahyan, de estender o Ano da Sustentabilidade de 2023 para 2024 para facilitar outras iniciativas e eventos que se baseiam nos valores ambientais profundamente enraizados do país e no legado de seu fundador, o falecido xeique Zayed bin Sultan Al Nahyan. “Os Emirados Árabes Unidos continuarão a apoiar esforços que construam um futuro mais resiliente e próspero para todos”, ele acrescentou.

O Comitê Diretor do Prêmio também revelou dois outros vencedores de categorias, com a Infraestrutura para Estados Insulares Resilientes (IRIS) – indicada pela Secretaria da Coalizão para Infraestrutura Resiliente a Desastres (CDRI) – vencendo na categoria Ambiental.

Na categoria Social, o vencedor foi Transcultura: Integrando Cuba, o Caribe e a União Europeia por meio da cultura e da criatividade”, indicado pela UNESCO.

Os ganhadores foram escolhidos com base nos Critérios SMART, que garantem que as parcerias sejam específicas para as necessidades dos SIDS, mensuráveis e monitoráveis, viáveis e responsáveis, orientadas por recursos e orientadas por resultados, com cronogramas bem definidos para implementação e transparência por todas as partes interessadas. A cerimônia oficial de premiação está programada para ocorrer durante o Diálogo de Parceria Global anual com várias partes interessadas nos SIDS, em 10 de julho de 2024, coincidindo com o Fórum Político de Alto Nível sobre Desenvolvimento Sustentável de 2024.

O papel significativo e fundamental dos Emirados para mitigar os impactos da mudança climática em nível regional e global foi destacado recentemente, com o país sediando a 28ª sessão da Conferência das Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP28), em Dubai, de 30 de novembro a 12 de dezembro de 2023.

A liderança dos Emirados Árabes Unidos se concentrou em fazer da COP28 uma conferência para implementação, não apenas para promessas, e a conferência foi concluída com o histórico Consenso dos EAU por 198 Partes para dar início a uma nova era de ação climática.

Os Emirados sempre viram a ação climática como uma oportunidade de contribuir com soluções práticas para um problema global que afeta todos os países e, ao mesmo tempo, diversificar sua economia e criar conhecimento, habilidades e empregos para as gerações futuras.

Fonte: WAM

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -