19.5 C
Brasília
28/02/2024
InícioNotíciasDestaquesGoverno de Goiás paga diferenças do piso salarial dos professores retroativas a...

Governo de Goiás paga diferenças do piso salarial dos professores retroativas a Janeiro

Novo piso salarial é de R$ 4.420,55. Todos os professores efetivos da rede estadual receberão no mês de junho o acréscimo dos valores do reajuste referentes aos quatro primeiros meses do ano.

Todos os professores efetivos da rede estadual receberão no mês de junho o acréscimo dos valores do reajuste referentes aos quatro primeiros meses do ano. Ação também alcança aposentados e pensionistas.

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc/GO), já incluiu na folha de pagamentos do mês de junho, os valores do reajuste do piso salarial nacional dos professores, relativos aos meses de Janeiro a Abril de 2023. A medida abrange todos os professores efetivos, dos quadros permanente e transitório, do Magistério Público Estadual, incluindo, também, os professores aposentados e os pensionistas.

Com o pagamento, o governo estadual retroage ao primeiro mês do ano, os valores da adequação dos professores da rede pública estadual ao novo piso salarial que é de R$ 4.420,55. O reajuste do salário dos professores da Educação estadual ao piso salarial nacional foi aprovado e pago no mês de maio. “Só a educação é capaz de romper o ciclo da pobreza, por isso devemos reconhecer o trabalho dos nossos professores, que são atores da mudança social do Estado”, ressalta o governador Ronaldo Caiado.

O impacto orçamentário-financeiro do reajuste dos vencimentos dos professores ao novo piso nacional envolve recursos de R$ 15,6 milhões mensais e R$ 188 milhões anuais. As diferenças a serem pagas nesta folha de junho estão em torno de R$ 22,2 milhões.

Salário dos professores em Goiás

Mais de 16 mil professores das escolas públicas estaduais receberão as diferenças retroativas a janeiro, perfazendo, então, desde o início do ano, seu novo vencimento básico já reajustado ao piso salarial. Todas as vantagens pessoais alcançadas pelo professor em sua carreira na rede estadual são pagas efetivamente considerando-se esse seu salário base.

Para além das vantagens individuais, os professores ainda recebem, mensalmente, dois auxílios financeiros, de Alimentação e de Aprimoramento Profissional, no valor total de R$ 1 mil. Os professores em efetiva regência de sala de aula recebem também mais R$ 1.100,00 referentes à Gratificação de Estímulo à Efetiva Regência de Classe (GEERC).

Fonte: Secretaria de Estado da Educação do Governo de Goiás

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -