25.5 C
Brasília
04/08/2021
InícioNotíciasDestaquesHRC recebe exposição sobre prevenção à dengue

HRC recebe exposição sobre prevenção à dengue

Vigilância Ambiental ficará até quinta no Pronto-socorro da unidade

A Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) está no Hospital Regional de Ceilândia (HRC) para uma atividade de conscientização sobre a dengue. Com um estande montado no Pronto-socorro da unidade, os servidores da Dival prestam orientações de prevenção e combate ao mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti.

“Além de conscientizar, estamos aqui para chamar a atenção e despertar a curiosidade da população para a doença”, explica a técnica da Dival, Terezinha Leite.

O trabalho de orientação e prevenção tem como foco toda a população, porém as crianças têm um papel fundamental na difusão das informações. “Quando montamos a exposição, geralmente as crianças são as primeiras a se aproximar. Então, aproveitamos dessa curiosidade, pois sabemos que elas acabam repassando o que aprendem aos pais e familiares”, completa Leite.

A ajudante de cozinha e moradora do Setor P Sul, Janaína Alves, relata que ficou surpresa ao ver esse tipo de ação na Emergência do HRC. “Procuramos o hospital somente quando estamos muito doentes. Mas vim aqui para receber as dicas de como se proteger da dengue. O esclarecimento deixa a gente mais tranquilo”, comenta.

Diariamente, circulam uma média de 700 pessoas pelo Pronto-socorro do HRC, e a escolha do local foi estratégica. “Quando recebemos o pedido da Dival, sugerimos que o estande fosse instalado na Emergência. Assim, conseguimos que mais pessoas sejam orientadas sobre a prevenção à doença”, pontua a diretora administrativa da Região de Saúde Oeste, Maria Veridiana.

DENGUE NO DF – Dados do Informativo Epidemiológico da Secretaria de Saúde, divulgado em novembro, mostram que o Distrito Federal registrou 50.464 casos suspeitos de dengue, dos quais 48.847 (96,8%) são de residentes no DF e 1.617 (3,2%) provenientes de outros estados. Dentre os 44.500 casos prováveis, 43.270 (97,23%) são de residentes no DF e 1.230 (2,77%) de outras unidades da Federação.

O documento também relata que houve queda no número de casos prováveis de dengue no DF. Esse fato indica uma redução importante no ciclo de transmissão da doença e fatores que contribuíram para essa queda estão associados ao período de estiagem e declínio da temperatura.

A cidade de Ceilândia registrou, até novembro, uma incidência de 850 casos para cada grupo de 100 mil habitantes.

Acesse outras notícias da Secretaria de Saúde clicando aqui.

Acesse a galeria de fotos da Saúde clicando aqui.

Para mais informações ou pedido de entrevista, envie um e-mail para [email protected]

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde / (61) 2017 1111

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -