23.5 C
Brasília
25/01/2022
InícioNotíciasBrasilMinistro Anderson Torres anuncia “reestruturação das polícias”

Ministro Anderson Torres anuncia “reestruturação das polícias”

“Tudo depende dessa reunião, mas nós não vamos fazer nada em desacordo, nós não vamos fazer nada desalinhado com os outros ministérios, nós vamos alinhar e depois pedir”, afirmou Torres.

Reunião com ala econômica deve tratar de questões orçamentárias. Reajuste salarial está previsto, ainda sem estimativa de impacto financeiro

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, anunciou na terça-feira (14/12) “reestruturação das polícias” que deve sair em 2022. Ele confirmou que o assunto será discutido entre os ministérios da Justiça e da Economia e o presidente Jair Bolsonaro (PL) em reunião às 15h30, no Palácio do Planalto.

O governo federal prepara reajuste salarial para agentes da PRF, da PF e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), categorias que compõem a base eleitoral do presidente. A estratégia do governo é conceder reajuste à categoria até o ano que vem.

“Nossa ideia é reestruturar a carreira da PRF, criar uma carreira de verdade para eles, mudar algumas coisas nas carreiras da Polícia Federal, das carreiras de agente, escrivão, papiloscopista, delegado e administrativos e regulamentar e organizar a polícia penal”, disse Torres à imprensa após participar de evento no Planalto.

“São questões que estão pendentes já há algum tempo, de regulamentação, de reestruturação. A gente chegou agora, conseguiu finalizar isso e vamos apresentar hoje aqui de uma forma oficial para a gente discutir com a equipe econômica”, prosseguiu o ministro.

Na segunda-feira (13/12), Torres entregou ao ministro da Economia, Paulo Guedes, uma proposta de “restruturação das carreiras” policiais que, segundo ele, busca “ainda mais valorização das forças de segurança”.

Comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, posa com diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques
Comandante do Exército, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, posa com diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques

Questionado se está previsto na proposta aumento salarial aos policiais, Torres respondeu:

“Toda reestruturação prevê uma diminuição aqui, aumento ali. É uma reorganização das carreiras, então isso existe. São diferentes as diversas categorias, a PRF apresentou o projeto dela, a PF apresentou o dela”.

Segundo o titular da Justiça, Paulo Guedes já estava ciente da intenção do governo federal de conceder aumento às forças de segurança.

“Nós vamos conversar hoje à tarde. Ele já sabia disso. Havia essa previsão de a gente fazer isso no governo, não é segredo para ninguém. Então, assim, reagiu bem, e a gente vai conversar agora à tarde.”

O ministro afirmou ainda não ter estimativas de impacto e valores: “Nada disso está fechado ainda. Tem que fazer a previsão orçamentária este ano, para no ano que vem ser apresentada uma medida provisória”.

“Tudo depende dessa reunião, mas nós não vamos fazer nada em desacordo, nós não vamos fazer nada desalinhado com os outros ministérios, nós vamos alinhar e depois pedir”, afirmou Torres.

Ofícios obtidos pela equipe de jornalismo do Direção Concursos, parceiro do Metrópoles, apontam o custo total de R$ 2,8 bilhões para que as carreiras policiais e administrativas da PF, PRF e DEPEN sejam reestruturadas.

Fonte: Metrópoles

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -