11.5 C
Brasília
17/06/2024
InícioNotíciasDestaquesSaúde alerta para lesões por esforço repetitivo no trabalho

Saúde alerta para lesões por esforço repetitivo no trabalho

Agravos estão entre as principais causas de afastamento de profissionais

Abril é o mês voltado para a prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Por isso, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal alerta para uma das principais causas de afastamento de profissionais de suas tarefas laborais, segundo o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) os Distúrbios Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho (Dort), que incluem as Lesões por Esforço Repetitivo (LER).

Quando uma pessoa sente alguma dor física durante, ou após, as atividades do trabalho, as LER/Dort podem ser a causa disso. Esse tipo de agravo corresponde a afecções (causam dor e sofrimento) que podem atingir tendões, músculos, nervos ou ligamentos, principalmente, mas não somente, dos membros superiores, região escapular (omoplata) e pescoço.

No Distrito Federal, as estatísticas do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinannet/DF), do Ministério da Saúde, apontam um número ainda reduzido das LER/Dort em razão do desconhecimento e da resistência dos profissionais em comunicar o agravo, totalizando, desde 2012, apenas 385 casos no sistema.

“Em razão da subnotificação, é necessário que as pessoas registrem esse tipo de agravo. Quanto mais dados, mais poderemos atuar para introduzir políticas públicas em prol dos trabalhadores”, explica a gerente do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) da Secretaria de Saúde do DF, Andresa Correia.

No DF, o Cerest é um centro articulador das ações de vigilância em saúde do trabalhador e vem atuando para dar visibilidade aos agravos relacionados à atividade laboral, na perspectiva da melhoria dos ambientes e processos de trabalho.

CAUSAS – De acordo com a gerente do Cerest, vários fatores associados ao trabalho podem ocasionar as LER/Dort. Repetitividade de movimentos, posturas inadequadas, esforço físico, invariabilidade de tarefas, pressão mecânica sobre determinados segmentos do corpo, trabalho muscular estático, impactos e vibrações.

“A intensificação do ritmo, da jornada, da pressão por produção e a perda acentuada do controle sobre o processo de trabalho por parte dos trabalhadores têm sido apontados como os principais determinantes para a disseminação da doença”, ressalta Correia.

DICAS – Entre as indicações mais gerais para evitar distúrbios osteomusculares e lesões, é importante manter sempre uma postura apropriada durante o horário de trabalho; fazer alongamentos periodicamente; fazer pausas durante o trabalho; respeitar seus limites biomecânicos; e criar um bom ambiente de trabalho, respeitando os limites de cada indivíduo.

“Para pessoas que ficam muito tempo sentadas e trabalham com as mãos, existem vários tipos de alongamento específicos, diferente, por exemplo, de quem fica em um laboratório ou faz limpeza, que é um processo repetitivo e necessita de um tempo de pausa e exercícios para evitar lesão. Mas é importante avaliar cada tipo de atividade laboral, caso a caso”, informa a gerente do Cerest.

Desde outubro de 2017, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador pactuou com a Subsecretaria de Segurança e Saúde no Trabalho, onde são realizadas todas as perícias de servidores civis do GDF, para efetivar a notificação das LER/Dort.

A unidade central do Cerest fica na 712/912 Sul. Já os centros regionais ficam no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e na Policlínica de Taguatinga, na QSB 1, conjunto 12, bloco N, Área Especial, Setor Central.

Acesse outras notícias da Secretaria de Saúde clicando aqui.

A​cesse a​ galeria de imagens da Saúde​ clicando aqui.

Fonte: IGESDF – Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde / (61) 2017 1111

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -