18.5 C
Brasília
21/07/2024
InícioNotíciasDestaquesApós denúncias de boicote na Saúde do DF, Ibaneis exonera diretor do...

Após denúncias de boicote na Saúde do DF, Ibaneis exonera diretor do Hran

Superintendente da regional de saúde, Adriano Ibiapina, também foi afastado. Governador menciona ‘quebra de confiança’.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) determinou na noite desta terça-feira (19) a exoneração do diretor do Hospital Regional na Asa Norte (Hran), Gustavo Bernardes, e do superintendente da regional de saúde central, Adriano Ibiapina.

Segundo o governador do Distrito Federal, não há mais confiança para que eles ocupem os cargos. A decisão foi motivada por denúncias de boicote.

O anúncio do afastamento ocorreu na saída de um evento de posse dos novos membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

“Eu fiquei muito decepcionado com informações que eu tive de que estava existindo algum tipo de boicote. Como o cargo é um cargo de confiança, você só mantém quem você confia”, afirmou Ibaneis.

Ibaneis disse ainda que tomou conhecimento de “uma espécie de embarreiramento no atendimento para que as pessoas ficassem do lado de fora para expor uma situação que não era real porque havia leitos dentro do hospital”.

De acordo com o governador, comissionados que não apresentarem resultados serão exonerados. “Aqueles que forem concursados que também não obedecerem a essa regra, vou determinar a criação de uma comissão de apuração para abertura de fatos contra todos os profissionais que não estão atuando aqui dentro da legislação.”

Esta não é a primeira demissão determinada por Ibaneis na saúde. Em 8 de março, ele exonerou Valterdes Silva do Hospital Regional de Brazlândia depois da repercussão de um vídeo em que profissionais de saúde aparecem na sala de descanso do hospital enquanto pacientes lotavam o pronto-socorro da unidade à espera de atendimento.

O substituto é o coronel aposentado da Polícia Militar Sérgio Luiz de Souza Cordeiro. O servidor atuou como diretor do departamento de saúde da corporação, mas foi exonerado do cargo em 2013 após suspender os convênios de saúde dos policiais.

Fonte: G1

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -