10.5 C
Brasília
17/06/2024
InícioNotíciasDestaquesCaixa de Pandora: TRF/1 condena Leonardo Bandarra e Deborah Guerner

Caixa de Pandora: TRF/1 condena Leonardo Bandarra e Deborah Guerner

Por Lilian Tahan e Isadora Teixeira

Tribunal entendeu que eles usaram do cargo que ocupavam para atrapalhar investigação da Polícia Federal deflagrada em 2009

O ex-procurador-geral de Justiça do Distrito Federal Leonardo Bandarra e a promotora Deborah Guerner foram condenados no âmbito da Caixa de Pandora nesta quinta-feira (30/05/2019). A Corte Especial do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF/1) entendeu, por unanimidade, que Deborah cometeu violação de sigilo qualificado e, por maioria, que Bandarra praticou violação de sigilo funcional e concussão – crime de exigir vantagem em razão do posto que ocupa. Com a decisão, os dois deverão pagar multa e perderão seus cargos no serviço público. Ainda cabe recurso.

Os dois foram absolvidos pelo crime de formação de quadrilha. Oito dos desembargadores votaram pela condenação de Bandarra; três foram contrários. Já no caso de Guerner, todos os votos foram pela condenação. O ex-procurador-geral de Justiça acabou condenado a 7 anos e 7 meses de reclusão. A pena da promotora foi fixada em 7 anos e 9 meses. No mesmo processo, Jorge Guerner, ex-marido de Deborah, foi condenado por receptação, com pena de 1 ano e 4 meses.

Autor da ação, o Ministério Público Federal (MPF) informou que estuda se pedirá revisão das sentenças.

Eles foram acusados de atrapalhar a operação, deflagrada pela Polícia Federal em 2009 e que revelou um esquema de pagamento de propina em troca de apoio político durante o governo de José Roberto Arruda (PR).

Na ação proposta pela Procuradoria da República, os dois são acusados de chantagear o delator do esquema, Durval Barbosa, em troca de vazamento de informações.

Fonte: Metrópoles

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -