18.5 C
Brasília
21/07/2024
InícioNotíciasDistrito FederalHMIB começa a marcar retorno das consultas pelo WhatsApp

HMIB começa a marcar retorno das consultas pelo WhatsApp

Iniciativa evitará deslocamentos de crianças e gestantes sem necessidade

A partir desta quinta-feira (22), o Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) passa fazer as marcações dos retornos ambulatoriais através do aplicativo de mensagem conhecido como Whatsapp. Funcionando em caráter experimental há quase um ano, a nova metodologia de trabalho vai modernizar o sistema de informações ao paciente, beneficiando a todas as pessoas que realizarem o agendamento do retorno sem precisar comparecer ao hospital.

O HMIB tem uma demanda bastante expressiva de marcações e alterações de agendas, no que se refere às consultas ambulatoriais, o que motivou a reestruturação do Núcleo de Matrícula, Marcação de Consultas e Prontuário de Pacientes (NMCP). De acordo com a chefia do núcleo, o objetivo foi garantir ao usuário uma maior segurança e facilidade no agendamento.

A chefe do NMCP, Taisis Ferreira de Oliveira, explica que, com essa mudança, será possível diminuir os custos do usuário da saúde, que economizará por não ter de se deslocar até o hospital. Além disso, haverá uma queda no fluxo de pessoas circulando pelos corredores, minimizando as filas que são formadas.

O uso do WhatsApp, segundo Taisis, otimizará as alterações de agendas, que acontecem em alguns casos, como afastamento médico, troca na escala, realocação de profissionais. O aplicativo vai facilitar, ainda, o entendimento da comunicação repassada para que não gere dúvidas quanto a datas e horários. “E vai reduzir os custos da Secretaria de Saúde com ligações para celulares e telefones fixos, dentre outros aspectos”, destaca a chefe do NMCP.

EFETIVIDADE – Esse sistema de informação eletrônica, durante o período experimental, revelou uma grande aceitação por parte do usuário, e demonstrou bastante agilidade, modernidade e acessibilidade, reforça a chefe do setor.

Como resultados demonstrativos, analisados entre julho e setembro de 2017, observou-se que o setor apresenta uma quantidade média por semana de alterações de consultas e retornos de 163 remanejamentos de agendas. Essas comunicações foram feitas pelo novo sistema e registrou uma aprovação de 72,4% dos pacientes, nos três meses de testes.

Os pacientes que não se encaixarem na marcação de retorno deverão solicitar agendamento de consulta de primeira vez e de exames pessoalmente, em caso de encaminhamentos vindos do próprio Hmib, ou na Unidade Básica de Saúde mais próxima de suas residências.

Nas remarcações em que o paciente não tenha o serviço ou não queira disponibilizar o acesso ao sistema, os funcionários vão continuar efetuando as ligações via telefone e também realizando os agendamentos pessoalmente.

“O objetivo da criação desse projeto foi trazer melhorias e comodidade ao paciente, e facilitar o agendamento de retorno à consulta. Acredito que alcançaremos grandes resultados. Nosso público principal são crianças e gestantes, que merecem uma atenção especial. Uma espera na fila ou até uma vinda ao hospital pode ser desgastante”, explica Taisis Ferreira de Oliveira.

Acesse outras notícias da Secretaria de Saúde clicando aqui.

Acesse a galeria de fotos da Saúde clicando aqui.

Para mais informações ou pedido de entrevista, envie um e-mail para [email protected]

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde / (61) 2017 1111

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -