24.5 C
Brasília
17/06/2021
InícioNotíciasDistrito FederalMarço é mês de conscientização sobre câncer de colo de útero

Março é mês de conscientização sobre câncer de colo de útero

Saúde destaca a importância dos exames preventivos e da vacina contra o HPV

Terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina, o câncer de colo de útero é o foco da campanha Março Lilás. O objetivo é conscientizar as mulheres sobre a importância de fazer o exame de prevenção, mais conhecido como Papanicolau, e de vacinar contra o vírus HPV.

A maioria dos casos de câncer de colo de útero é causada por este vírus. Por isso, a melhor maneira de prevenir é a vacina, disponível na rede pública para meninas de 9 a 14 anos de idade e para meninos de 11 a 14 anos. A procura, porém, ainda é baixa. Entre 2013 e outubro do ano passado, 61,9% do público alvo feminino buscou a imunização.

Para quem já passou dessa idade e não tomou a vacina, o exame preventivo ajuda a identificar lesões precursoras. “Essas lesões não apresentam sintomas. Quando não são tratadas adequadamente, podem evoluir para o câncer invasor de colo uterino”, destaca a responsável técnica distrital de Ginecologia Oncológica da Secretaria de Saúde, Indara Braz. O rastreamento pelo papanicolau deve ser realizado pelas mulheres entre 25 e 64 anos de idade que já iniciaram a vida sexual.

De acordo com as diretrizes brasileira de rastreamento do câncer de colo do útero, a peridiocidade do rastreamento é um exame papanicolau a cada três anos, após dois exames anuais consecutivos normais.

RASTREAMENTO – O rastreamento, na rede pública, é feito pela atenção primária. Quando uma lesão precursora é encontrada, a paciente é encaminhada para o ambulatório de colposcopia, para avaliação. “Sendo encontrado um câncer invasor, a paciente é encaminhada para o ambulatório de ginecologia oncológica, para avaliação de qual tratamento será indicado”, explica Indara Braz.

Atualmente, todas as sete regiões de saúde contam com ambulatório de colposcopia. Já a ginecologia oncológica tem atendimento nos hospitais de Base, da Asa Norte, de Ceilândia e do Gama. Porém, a fila é única e regulada para pacientes de todo o Distrito Federal.

CASOS – O Instituto Nacional do Câncer estima que, neste ano, serão 260 novos casos de câncer de colo de útero no Distrito Federal.

PROGRAMAÇÃO – Além da campanha institucional de conscientização, a Secretaria de Saúde prepara a entrega do primeiro Centro Especializado de Saúde da Mulher (Cesmu), também chamado de Clínica da Mulher. Por lá, serão disponibilizados serviços que atendam mulheres acima de 18 anos, em aspectos como acesso a pré-natal de alto risco, oncoginecologia; exames diagnósticos de imagem, atendimento psicológico, entre outros.

As unidades básicas de saúde também estão organizando suas programações para o Março Lilás. A primeira a promover um evento foi a UBS 2 do Cruzeiro. Mulheres foram acolhidas e orientadas a cuidar de sua saúde, procurando as equipes de saúde para realizar os exames preventivos e a detecção precoce do câncer de colo de útero. Foram desenvolvidas atividades como dança sênior, automassagem, meditação, música ao vivo e sorteios de brindes.

Nos dias 25 e 26 de março, a UBS 2 de Ceilândia promoverá palestras sobre alimentação saudável, violência contra a mulher, cuidados com o corpo e prevenção de infecções sexualmente transmissíveis. Também terá coleta de exames preventivos.

Acesse outras notícias da Secretaria de Saúde clicando aqui.

Acesse a galeria de fotos da Saúde clicando aqui.

Para mais informações ou pedido de entrevista, envie um e-mail para [email protected]

Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde / (61) 2017 1111

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias