23.1 C
Brasília
20/06/2024
InícioNotíciasDistrito FederalMinistro da Saúde, Gilberto Occhi será Presidente da Terracap

Ministro da Saúde, Gilberto Occhi será Presidente da Terracap

Por Isadora Teixeira e Ana Luiza Vinhote

Occhi já chefiou pastas das Cidades e da Integração Nacional. Ele é advogado e funcionário de carreira da Caixa Econômica Federal

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, será presidente da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) na gestão do governador eleito Ibaneis Rocha (MDB). A informação foi confirmada pela equipe de transição nesta quarta-feira (19/12). Occhi já chefiou outras duas pastas federais: o Ministério da Integração Nacional e o das Cidades.

Nascido em Minas Gerais, o futuro gestor da Terracap é advogado, possui pós-graduação em gestão empresarial pela Universidade de Brasília (UnB) e em comércio exterior pela Universidade Católica de Brasília (UCB). Funcionário de carreira da Caixa Econômica Federal desde 1980, foi superintendente nacional e presidente do banco.

Ao Metrópoles, Occhi informou que se dedicará ao Ministério da Saúde até o fim da gestão, em 31 de dezembro. Ele pontuou que irá analisar os projetos da Terracap depois. O ministro conversou com a reportagem por telefone enquanto estava em uma agenda em Goiânia com o presidente da República, Michel Temer (MDB).

A medida pega o meio político de surpresa, uma vez que o próprio Ibaneis havia informado que o atual presidente da Terracap, Júlio César Reis, permaneceria no cargo. O nome de Reis era defendido por entidades que representam a construção civil, como o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon/DF), a Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi) e a Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), além da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg), ligada aos cartórios.

Ibaneis e Occhi têm se aproximado desde o resultado vitorioso do emedebista nas urnas. Dois dias após o segundo turno das eleições, Ibaneis promoveu em sua casa, no Lago Sul, um jantar com ministros e o governador eleito de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM). Occhi estava entre os convidados.

O governador eleito voltou a se encontrar com Occhi em novembro. Na ocasião, o Ministério da Saúde liberou R$ 540 milhões para o Distrito Federal. O montante será investido na reforma de hospitais e no pagamento de dívidas.

Equipe ministerial

No DF, Ibaneis Rocha montou um verdadeiro time com atuação em âmbito nacional e presença no governo de Temer. Escalou Eumar Novacki como secretário da Casa Civil. Novacki atuou como secretário-executivo do Ministério da Agricultura.

Para a Secretaria de Justiça, o próximo governador do DF convidou Gustavo Rocha, ex-titular dos Direitos Humanos e homem de confiança de Temer. Para o Instituto Brasília Ambiental (Ibram), convocou Edson Duarte, ex-interino do Meio Ambiente.

Já na Secretaria do Esporte, o emedebista contará com Leandro Cruz. Com Temer, Cruz foi ministro do Esporte. Já o futuro secretário de Transportes do Distrito Federal será Valter Casimiro. No governo federal, ele foi ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

Fonte: Metrópoles

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -