19.5 C
Brasília
08/08/2022
InícioNotíciasDistrito FederalPara Rollemberg, Ibaneis está “se enforcando com as próprias palavras”

Para Rollemberg, Ibaneis está “se enforcando com as próprias palavras”

Por Natália Moura

Em sabatina com empresários, o atual governador não poupou o adversário de críticas e apresentou propostas ao setor produtivo

Em sabatina realizada na manhã desta terça-feira (16/10) pela Federação do Comércio do Distrito Federal (Fecomércio/DF), no Lago Sul, o aspirante à reeleição ao Palácio do Buriti, Rodrigo Rollemberg (PSB), condenou a ausência do concorrente Ibaneis Rocha (MDB) no evento. Ele disse que o adversário está “se enforcando com as próprias palavras”.

Segundo o governador, o emedebista não tem como explicar as promessas que está fazendo. “Como o Ibaneis vai falar aos empresários que tem conhecimento de economia se vai dar 37% de aumento para as Polícias Civil e Militar e ao Corpo de Bombeiros, mais os reajustes para todas as categorias profissionais, se tudo isso custa R$4 bilhões ao ano? E ainda diz que vai reduzir os impostos, o que significa menos R$2 bilhões por ano [no orçamento]”, disparou o socialista.

Mais sobre o assunto:

Rollemberg disse ser essencial que os eleitores não “se deixem enganar por falsas e mirabolantes promessas”. “O que vai acontecer, se esse candidato ganhar a eleição, é o caos nesta cidade, porque, matematicamente, é impossível cumprir o que ele diz.”

Cancelamento

Na segunda-feira (15), o emedebista cancelou a participação na sabatina. De acordo com a assessoria do candidato, os “compromissos extremos de agenda levaram a essa decisão”. Empresário, o ex-buritizável Alexandre Guerra (Novo) esteve no local e desaprovou a ausência de Ibaneis. “Uma total falta de compromisso dele com o setor. Fica claro que tem um discurso vazio em prol do empresariado.”

Ao longo do evento, Rollemberg voltou a criticar o oponente. “É um crime um candidato dizer que vai acabar com o Instituto Hospital de Base se ganhar a eleição. Primeiro, eu tenho certeza que não vai. É mais uma mentira. Ele fala isso porque acha que assim vai ganhar o voto dos servidores”, afirmou.

Burocracia

No encontro, o governador respondeu a quinze perguntas sobre o desenvolvimento econômico e social da capital federal elaboradas por representantes dos sindicatos associados à Fecomércio/DF. Dentre os principais temas, estava a melhoria no ambiente de negócios.

O socialista prometeu elaborar o Código de Defesa do Contribuinte, caso seja reeleito. “Reconheço termos muito o que avançar, especialmente, na aplicabilidade e desburocratização dos processos”, completou. Ele destacou, como realização da atual gestão, o lançamento do registro e licenciamento de empresas (RLE) digital como facilitador do processo para abertura de empresas de baixa complexidade.

Outro ponto levantado foi sobre a atuação repressiva da Agência de Fiscalização (Agefis). Para os empresários, o órgão dificulta a obtenção de alvarás. Em resposta, o candidato alegou que a instituição é indispensável ao DF e será necessário fortalecê-la e modernizá-la “para que possa atuar preventivamente”.

Turismo

Na ocasião, Rollemberg também foi cobrado sobre o incentivo ao turismo em Brasília. “Devemos melhorar os equipamentos turísticos. A reforma do Teatro Nacional é uma prioridade e já estamos arrumando a Torre de Televisão. A infraestrutura na Orla do Lago Paranoá que, certamente, será um dos locais de maior atração no DF e as parcerias com a iniciativa privada (…) irão trazer grandes eventos internacionais e nacionais”, apostou.

Antes de terminar, o postulante ao GDF ainda admitiu falha na sua articulação política com a Câmara Legislativa. “Fizemos concessões que eu não faria no próximo governo. (…) Hoje tenho um conhecimento muito melhor de como funciona as coisas e a nossa agenda será mais leve”, explicou o candidato.

Ao final, Rollemberg disse que, não importa quem ganhe as eleições, o próximo ano será difícil de gerir. “Ninguém vai governar sozinho. Ninguém vai conseguir governar com gravatas e nem com promessas irresponsáveis”, apontou.

Debate

Na quarta-feira (17/10), a partir das 19h30, o Metrópoles promove debate entre Rollemberg e Ibaneis. Os buritizáveis estarão ao vivo no estúdio do portal para discutir propostas e tentar convencer o brasiliense quem é o melhor nome para comandar o DF nos próximos quatro anos.

Em parceria com rádios, o site formou uma grande rede de comunicação para alcançar o maior número possível de eleitores. Além da Metrópoles FM (104,1), o evento será transmitido simultaneamente pelas emissoras Redentor AM (110), Rádio Atividade FM (107,1),  Rádio Supra FM (90,9), JK FM (102,7) e JK AM (1410). Juntas, as estações alcançam, em média, 60 mil pessoas por minuto.

Nesta edição, o debate terá quatro blocos. Os postulantes vão responder a perguntas dos jornalistas, poderão fazer questionamentos entre si sobre temas livres e outros sorteados. Também será possível acompanhar a transmissão em tempo real no próprio portal e nos perfis do Metrópoles no Facebook, YouTube e Twitter.

Fonte: Metrópoles

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -