17.1 C
Brasília
12/04/2021
InícioNotíciasDestaquesSenadora Leila cobra Itamaraty sobre baixo número de mulheres embaixadoras

Senadora Leila cobra Itamaraty sobre baixo número de mulheres embaixadoras

Por Caio Barbieri

Segundo a parlamentar do DF, dos 32 nomes analisados nesta segunda-feira pela Comissão de Relações Exteriores, apenas dois eram de mulheres

A senadora Leila Barros afirmou, nesta segunda-feira (21/9), que vai encaminhar um requerimento ao Ministério das Relações Exteriores para pedir informações sobre o baixo aproveitamento de mulheres em cargos de chefia de missões diplomáticas do Brasil. Durante a sabatina de novos nomes de embaixadores realizada pela Comissão de Relações Exteriores do Senado, a congressista apontou que, dos 32 nomes analisados, apenas dois eram de mulheres.

“Ao manifestar minha preocupação com o baixo aproveitamento das diplomatas para estes cargos, informei aos meus colegas senadores que encaminhei um requerimento ao Ministério das Relações Exteriores, solicitando uma lista das chefias nos postos no exterior”, disse.

A senadora lembrou que, atualmente, de todos os cargos de chefia de missões internacionais, 77% estão ocupados por homens e 23%, por mulheres.

“Os postos mais importantes parecem ser privativos aos embaixadores. Nunca houve embaixadoras indicadas em Washington (EUA), Londres (Inglaterra), Roma (Itália), Buenos Aires (Argentina), Madri (Espanha) ou Lisboa (Portugal). Não há nenhuma mulher chefiando embaixada em países da América do Sul, à exceção da Guiana Inglesa. Parece-me que a única exceção é a embaixadora do Brasil junto à ONU (Organização das Nações Unidas)”, ressaltou.

Leila Barros criticou baixo número de mulheres chefiando embaixadas
Leila Barros criticou baixo número de mulheres chefiando embaixadas

Sabatina

A Comissão de Relações Exteriores sabatinou e aprovou, nesta segunda-feira, 11 indicados, de um total de 32, para assumir embaixadas do Brasil. Parte dos senadores compareceu ao plenário da comissão, e alguns participaram de forma remota. Todos os nomes serão submetidos agora ao plenário do Senado, em votação secreta.

Os nomes aprovados:

  • Colbert Soares Pinto Júnior — Cabo Verde
  • Marcel Fortuna Biato — Irlanda
  • Calos Antonio da Rocha Paranhos — Mianmar
  • Paulo Roberto Caminha de Castilhos França — Países Baixos
  • Oswaldo Biato Júnior — Geórgia
  • Francisco Mauro Brasil de Holanda — Kuwait e Barein
  • Norton de Andrade Mello Rapesta — Ucrânia e Moldávia
  • Rodrigo do Amaral Souza — Trinidad e Tobago
  • Arthur Henrique Villanova Nogueira — Zâmbia
  • Antonio José Maria de Souza e Silva — Filipinas, Palau, Micronésia e Ilhas Marshall
  • Rodrigo de Azeredo Santos — Dinamarca e Lituânia

Fonte: Metrópoles

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias