21.5 C
Brasília
28/11/2021
InícioNotíciasBrasilConheça dez políticos do Piauí que declararam um patrimônio milionário

Conheça dez políticos do Piauí que declararam um patrimônio milionário

Nesse sentido, o Portal Meio Norte preparou uma lista com políticos do Piauí que declararam um patrimônio milionário à Justiça Eleitoral em eleições passadas.

Em todos os pleitos, os eleitores podem conhecer o patrimônio de cada concorrente acessando o DivulgaCandContas, disponível no Portal do Tribunal Superior Eleitoral. A relação detalha valores em dinheiro, investimentos e propriedades.

Na página, é possível conferir os bens de cada postulante e mesmo a evolução patrimonial daqueles que já ocupam cargos públicos e tentam a reeleição. Todos os candidatos são obrigados a declarar bens à Justiça Eleitoral.

Nas declarações constam bens em nome próprio, como casas, apartamentos, chácaras, fazendas, carros e motos. Além disso, os políticos também precisam dar transparência aos valores recebidos até os dias atuais em sociedades, participações em empresas, negócios próprios, saldos em contas-correntes, poupanças, ações em bolsa e outras aplicações.

Nesse sentido, o Portal Meio Norte preparou uma lista com políticos do Piauí que declararam um patrimônio milionário à Justiça Eleitoral em eleições passadas.

Confira a seguir:

Ciro Nogueira

Atual Ministro da Casa Civil, o senador licenciado Ciro Nogueira (Progressistas), quando concorreu nas eleições de 2018 declarou um patrimônio na ordem de R$ 23,314 milhões à Justiça Eleitoral.

Dentre os bens estão: participação em uma aeronave, apartamento, renda fixa, fundos em ações, investimentos em empresas e participações societárias.

Marcelo Castro

Nas eleições de 2018, quando concorreu e foi eleito para o Senado, o MDBista Marcelo Castro declarou para Justiça Eleitoral um patrimônio na ordem de R$ 3,962 milhões.

Entre os bens destacados, à época, pelo atual parlamentar, estão imóveis, terrenos, quotas ou quinhões de capital.

Wilson Martins (PSB)

Ex-governador do Piauí, Wilson Martins (PSB), concorreu ao Senado em 2018, não se sagrando vitorioso no pleito. Na ocasião, o médico declarou bens na ordem de R$5,205 milhões.

Entre os bens declarados, à época, estavam veículos, terrenos, quotas ou quinhões de capital, casa, crédito de empréstimo.

Elmano Férrer
Elmano Férrer

O senador do Progressista, Elmano Férrer, que concorreu ao Governo do Estado em 2018, declarou na época à Justiça Eleitoral  um patrimônio na ordem de R$ 1,554 milhão.

Férrer não se sangrou vitorioso no pleito, ficando bem distante do segundo colocado.

Entre os bens declarados pelo atual senador estão: veículos, casa, apartamento e aplicação de renda fixa.

Iracema Portela

A deputada federal pelo Progressistas, Iracema Portela, quando concorreu nas eleições de 2018 declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio na ordem de R$1.546.316,67.

Entre os bens declarados, à época, pela parlamentar estão participações societárias, quotas ou quinhões de capital.

Júlio César

Atuante na causa municipalista, o deputado federal Júlio César (PSD) declarou à Justiça Eleitoral no ano de 2018, quando concorreu à reeleição, um patrimônio na ordem de R$ 2.183.156,52.

Entre os bens declarados, à época, estão: dinheiro em espécie, ações, participações societárias, quotas e quinhões de capital.

Flávio Nogueira

O deputado federai Flávio Nogueira, atualmente no PDT, mas que já anunciou a saída da legenda declarou à Justiça Eleitoral em 2018, quando concorreu à reeleição, um patrimônio na ordem de R$1.901.683,28.

Entre os bens declarados, à época, destacam-se aplicações e investimentos, apartamento e prédio comercial.

Themístocles Filho

O atual presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, Themístocles Filho (MDB), quando concorreu à reeleição em 2018, sangrando-se vitorioso, declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio na ordem de R$ 1.100.501,00.

Entre os bens declarados estão: ação patrimonial, apartamento, terrenos, casas.

Evaldo Gomes
Evaldo Gomes

O deputado estadual Evaldo Gomes, presidente do Solidariedade no Piauí, quando concorreu à reeleição em 2018, sangrando-se vitorioso, declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), um patrimônio na ordem de R$ 1.412.910,57.

Entre os bens declarados, à época, estão: aplicações, investimentos e apartamentos.

Lucy Soares

No primeiro mandato na Assembleia Legislativa, a deputada estadual Lucy Soares, do Progressistas, declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio na ordem de R$ 1.224.363,01 no ano de 2018.

Entre os bens declarados, à época, estão: casa, aplicação de renda fixa, e uma economia na caderneta de poupança.

Fonte: Portal Web News / Meio Norte

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -