35.4 C
Brasília
21/09/2021
InícioNotíciasBrasil‘MP do atraso’ recria Ministério do Trabalho com as velhas ideias de...

‘MP do atraso’ recria Ministério do Trabalho com as velhas ideias de sempre

“O novo ministério também contempla os conselhos relacionados a Trabalho, Previdência e Previdência Complementar”, acrescenta, na nota, a secretaria da Presidência. A criação do novo ministério está sendo feita por meio de alterações na Lei nº 13.844, de 18 de junho de 2019.

Recriação é para acomodar Lorenzoni, que precisava desocupar a Secretaria Geral

Com a publicação da medida provisória 1.058 no Diário Oficial da União desta quarta-feira (28), está recriado o Ministério do Trabalho e da Previdência, cuja extinção havia sido determinada pela completa inutilidade da pasta.

O que volta a ser ministério vinha sendo tocado com agilidade e eficiência pelas secretarias nacionais de mesma denominação, mas o presidente Jair Bolsonaro decidiu pela recriação para acomodar o amigo e afilhado de casamento Onyx Lorenzoni, que precisava desocupar a Secretaria Geral da Presidência da República, para onde foi designado o general Luiz Eduardo Ramos, que deixa a Casa Civil para ceder lugar ao senador Ciro Nogueira (PP/PI).

A “acomodação” de Lorenzoni vai custar caro ao País: em poucos meses ele se demitirá para assumir candidatura a cargo eletivo, em 2022.

A “MP do atraso” prevê a transferência de competência e órgãos do Ministério da Economia para o velho ministério, que retoma velhas ideias e concepções atrasadas. Prevê também a “possibilidade de transformação de cargos em comissão e funções de confiança” para a nova pasta.

Em nota, a Secretaria-Geral da Presidência da República explica que a MP 1.058 prevê regras de transição e informa que caberá à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional dar apoio jurídico para a atualização de estruturas, enquanto feitas via decreto, bem como para a transição de servidores.

O novo ministério será composto pelas áreas de previdência, política e de supostas “diretrizes” que visam geração de emprego e renda e de apoio ao trabalhador, além das relativas à modernização das relações de trabalho e de fiscalização do trabalho.

“O novo ministério também contempla os conselhos relacionados a Trabalho, Previdência e Previdência Complementar”, acrescenta, na nota, a secretaria da Presidência. A criação do novo ministério está sendo feita por meio de alterações na Lei nº 13.844, de 18 de junho de 2019.

Após a publicação da MP, a Secretaria-Geral divulgou uma outra nota na qual explica que, por meio da nova medida, foi atualizada a situação da Secretaria Especial de Cultura, que havia sido transferida, via decreto (nº 10.107/2019), do Ministério da Cidadania para o Ministério do Turismo. A mudança, portanto, explica a pasta, também constará do texto consolidado da Lei nº 13.844/2019.

Fonte: Diário do Poder

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -