21.5 C
Brasília
19/09/2021
InícioNotíciasBrasilTroca na Saúde serviu para consolidar relação entre jair Bolsonaro e o...

Troca na Saúde serviu para consolidar relação entre jair Bolsonaro e o Centrão

Deputados do Centrão foram examinados pela assessoria de Bolsonaro. Mas ele, outra vez, não abriu mão de escolher o ministro. Sem crise.

Especialista em governabilidade, o Centrão convenceu o presidente de que o ministro “tóxico” atrapalhava, e muito.  ‘Clima é o melhor possível’, diz Bolsonaro, após reunir novos Presidentes da Câmara e Senado

Tem gente apostando em “crise”, na relação de Jair Bolsonaro com o Centrão, por falta de informação e pelos motivos errados: a saída do ministro da Saúde.

Ao contrário: foi o triunfo da parceria do governo com o Centrão, que convenceu Bolsonaro da necessidade de afastar Eduardo Pazuello imediatamente.

Especialista em governabilidade, o Centrão mostrou ao presidente que o ministro “tóxico” atrapalhava, e muito. E que sua saída reduziria as tensões e ajudaria até a evitar a CPI da Pandemia. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A conversa que definiu a saída de Pazuello, olho no olho, foi entre os presidentes da República e da Câmara dos Deputados, Arthur Lira.

Ao fechar apoio, em 2020, o Centrão aceitou não pleitear ministérios, a menos que o presidente solicite indicações. Não foi o caso na Saúde.

Deputados do Centrão foram examinados pela assessoria de Bolsonaro. Mas ele, outra vez, não abriu mão de escolher o ministro. Sem crise.

A aposta em “crise” é baseada em declaração de Marcelo Ramos (ex-PCdoB e ex-parceiro de Rodrigo Maia), que não representa o centrão.

Fonte: Diário do Poder

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -