18.5 C
Brasília
21/07/2024
InícioPolíticaCLDFApós confusão, motorista da Uber desiste de ocorrência contra Robério

Após confusão, motorista da Uber desiste de ocorrência contra Robério

Por Caio Barbieri

Condutor havia acusado distrital de tê-lo agredido, mas retirou a denúncia. Deputado diz que atitude “comprova receio de responder a crimes”

O motorista da Uber envolvido em confusão com o deputado distrital Robério Negreiros (PSD) e a esposa do parlamentar desistiu da ocorrência policial registrada na 10ª Delegacia Polícia (Lago Sul). Adir Sousa Santos confirmou ao Metrópoles que não dará andamento ao inquérito aberto após se envolver em desentendimentos com o político e a mulher dele, ocorridos durante viagem na noite da última quinta-feira (19/09/2019). Até então, ele acusava o distrital de tê-lo agredido com um soco.

“Abri mão e é tudo o que vou falar”, resumiu o condutor à coluna. Adir Santos não confirmou à reportagem se teria feito exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) para atestar a violência. Ele também não quis responder o motivo de não ter acionado a Polícia Militar (PMDF) no momento do episódio. A emergência foi chamada pela esposa do deputado. Embora tenha renunciado à ocorrência, o caso permanecerá sendo investigado pela Polícia Civil (PCDF).

Adir e Robério estiveram envolvidos no confusão após o parlamentar, segundo consta no boletim de ocorrência, ter solicitado que a rota usada até a residência dele, na SHIS QI 27, fosse a do próprio aplicativo, fato que teria levado o motorista a abandonar o casal em área desabitada na região do Lago Sul, durante a madrugada.

Motorista desiste de acusar Robério de agressão em episódio recente

“Denunciação caluniosa”

À coluna, Robério Negreiros afirmou que a renúncia da ocorrência por Adir Santos “comprova o receio do mesmo em ser indiciado por denunciação caluniosa ou falsa denúncia de crime”. O parlamentar pontuou que não agiu com violência. “Ficou claro que não houve qualquer agressão da minha parte e de minha esposa e não sou parte da ocorrência policial, apenas a minha esposa, que está como vítima”, frisou.

De acordo com a Uber, as contradições encontradas nos depoimentos dados à polícia fizeram com que a plataforma suspendesse as contas, o que inclui a punição do motorista. A passageira, contudo, afirmou que o serviço do aplicativo já foi restabelecido.

Fonte: Metrópoles

Redação
Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
A diferença entre a política e a politicagem, a distância entre o governo e o ato de governar, o contraste entre o que eles dizem e o que você precisa saber, o paradoxo entre a promessa de luz e o superfaturamento do túnel. Tudo isso com a sua opinião na caixa de comentários. Obrigado por acessar o portal!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -