19.5 C
Brasília
01/08/2021
InícioPolíticaCLDFEm reunião com bancada petistas, Ibaneis mantem decisão de privatizar a CEB

Em reunião com bancada petistas, Ibaneis mantem decisão de privatizar a CEB

Por Cláudio Ulhoa

Se depender do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), a Companhia Energética de Brasília (CEB) será privatizada. Ele manifestou sua posição, durante reunião com os distritais petistas Chico Vigilante e Arlete Sampaio.

Os distritais que são contra a privatização, saíram do encontro com a justificativa de que a estatal só poderá ofertar um serviço de qualidade se for vendida ao capital privado. “A empresa só vai poder ser eficiente, como a população do Distrito Federal merece, se for privatizada. E é o que será feito”, afirmou Ibaneis.

O governador ampliou sua argumentação ao dizer que a distribuidora de energia precisa ser vendida, pois já acumula débitos que ultrapassam R$ 2 bilhões. “O governo não tem como cobrir, acrescido da necessidade de investimentos para que o serviço seja melhorado.” Ele também ressaltou, que ao contrário da CEB, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), teve lucro no ano passado de R$ 110 milhões.

Um dos motivos que fizeram com que a estatal tivesse prejuízo, segundo Ibaneis, foram os privilégios concedidos aos diretores da empresa em governos passados. “Houve muita irresponsabilidade para que a CEB chegasse a esse ponto de quase perder a outorga de distribuição de energia da Aneel.”

O governador disse ainda que não se trata de privatizar por privatizar. O caso da CEB, avalia, é diferente é a única solução encontrada por sua gestão foi a de privatização. “A privatização é o único caminho e será feita. Já estamos com estudos adiantados e, nas próximas semanas, o mercado terá novas informações sobre o processo em curso”, explicou Ibaneis.

CLDF

Tanto Arlete Sampaio quanto Chico Vigilante defendem a tese de que a CEB não pode ser privatizada. Eles alegam que caso isso ocorra, o DF poderia ter sua soberania energética comprometida. Em audiência pública realizada na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), os distritais se basearam em uma proposta apresentada pelo Sindicato dos Urbanitários no Distrito Federal (STIU) como alternativa à privatização. “Entendemos que a privatização não é a solução. Não há melhora na eficiência dos serviços ou diminuição de custos para o consumidor com a privatização de uma empresa pública”, justificam os deputados.

CEB

A Companhia Energética de Brasília (CEB) foi fundada sete ano após da fundação da capital federal. Em 1967, o Ministério de Minas e Energia a criou para agregar valor ao processo de desenvolvimento regional, por meio de soluções de energia e serviços que a sociedade do DF necessita. Lembramos que o território é o terceiro mais populoso do Brasil.

Em breve o governo dever publicar o edital de concorrência. Sua privatização deve ocorrer em abril, conforme apuramos.

Fonte: Blog do Ulhoa

Redaçãohttps://bloginformandoedetonando.com.br/
Mandando bala na notícia, informando e detonando de uma forma que você nunca viu! Obrigado por acessar nosso blog!

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -