Ricos? Pensam muito, são sagazes, investem nos filhos nas melhores escolas do mundo, podem e merecem! Vê boi voando, dormem pouco e trabalham 18 horas dia nas suas redomas, enxergam além do horizonte, movem o mundo gerando empregos e pagando impostos. Dão muitas ordens. Tem agendas de horas e cerimoniais. Precisamos muito destes gênios.

Classe média? Executivos, lutam para subir degraus, são o porta voz entre os ricos e os pobres, vendemos horas, sonhamos, gostamos muito de investir nos filhos todo o salário para colocá-los numa escola particular, dá-lhes um carro médio, as vezes temos um emprego e complementando com bicos, salário de 2 mil a 33 mil por mês.

Pobres? Ralam, sofrem, acordam de madrugada e viram sardinhas nos ônibus, ganham R$ 32,80 reais de salário mínimo dia. Sempre são surpreendidos com aviso prévio, e a mercê do seguro desemprego. O pobre se vira nos 30 e estão na Rodoviária, nas sinaleiras, e nos estacionamentos recebendo moedas. 400 mil desempregados no Distrito Federal, mas tem escola pública, hospital público, tudo público num dos piores serviços públicos do Brasil e no Distrito Federal principalmente. O pobre tem o futebol, o carnaval, a galinha caipira, o amor, a humildade, a tolerância; a solidariedade, o cumpridor da palavra, o ‘sim senhor’!

Não enganam, não enrolam, não fazem promessas, e se conformam em ser só eleitores e confiam seus sonhos nos políticos. Se dedicam muito a lerem a bíblia. Dos pobres nascem muitos Padre Cícero ou (Padim Ciço), Nelson Mandela, Chico Xavier, Mahatma Gandhi, Martin Luther King, Bezerra de Menezes, Juscelino Kubitschek de Oliveira, vamos aqui incluir:  Jorge Cauhy, Padre Jonas de Sobradinho, Maria do Barro. Ficam na história do mundo.

Mas no dia que nossos líderes políticos copiarem a postura dos deputados da Suécia o Brasil será a maior potência do mundo e os chineses deixaram de comprar nossas riquezas, nem os ‘Illuminatis’ pensarão de nos tomar a Amazônia, porém, em um futuro próximo se não orarmos muito poderemos ter guerras e a Amazônia já era, vejam Cuba e Venezuela, aquilo é democracia? E ainda temos políticos que idolatram Cuba e Venezuela como modelos para o Brasil.

Só dá amor quem sabe amar ao próximo,

Gilson Araújo

Gilson Araújo
Gilson Araújo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here